Colaboradores:

Polícia Militar encontra mãe de bebê achada morta em saco de lixo, em Friburgo


Marina Damas Ferreira de 25 anos foi detida na noite desta sexta-feira (17) na Rua Piauí, no bairro de Olaria, em Nova Friburgo, Região Serrana do Rio, após confessar ser a mãe da bebê encontrada morta na Cooperativa de Catadores. Ela foi encontrada após investigação do serviço de inteligência do 11º Batalhão da Polícia Militar. Em depoimento ao delegado da 151ª Delegacia de Polícia, Mário Arruda, ela disse que o bebê estava vivo quando o colocou em um saco plástico. A mulher foi liberada após ser ouvida, já que não houve flagrante.

BATALHÃO DE POLICIA MILITAR DE NOVA FRIBURGO

Segundo informações do delegado, ela deve ser indiciada por infanticídio. A mulher foi encontrada após os agentes da Polícia Militar percorreram pelos bairros onde os caminhões de lixo passaram. Eles conseguiram informações sobre uma mulher que estava com uma barriga saliente e que de uma hora para outra, não estava mais. Ao abordar a suspeita, ela informou inicialmente que tinha tido um cisto e que o tinha expelido, mas acabou confessando que estava grávida.

De acordo com a Polícia Militar, a mulher informou que estava com medo de não ter condições de criar a criança e por isso o jogou fora após dar a luz ao bebê, com oito meses, no banheiro de casa. Ela informou que o fato aconteceu na quinta-feira (16) e que sentiu as contrações antes de dar a luz.

A mulher afirmou ainda que não teve a ajuda de ninguém. Afirmou, ainda, que o bebê não chorou após nascer e que ela não chegou a olhar para a criança, antes de colocá-la em um saco e jogar numa lixeira, próxima à casa em que mora.

FONTE

Bruno Rodrigues

Do G1 Região Serrana