Colaboradores:

Secretaria de Saúde de Cantagalo intensificou o trabalho e bateu 100,92% de cobertura. Mínimo exigid


A intensificação do trabalho nas oito unidades básicas da Estratégia de Saúde da Família (ESF) no município levou Cantagalo a superar a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para a cobertura vacinal contra a poliomielite, a popular paralisia infantil, cuja campanha nacional foi iniciada em 15 de agosto, com o ‘Dia D’, e encerrada na última segunda-feira, 31 de agosto.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a cobertura vacinal atingiu 100,92% do total estimado de crianças, que era de 1.084, beneficiando, na verdade, 1.094 crianças na faixa etária de seis meses a 5 anos incompletos. Na faixa de seis meses a 1 ano, foram cobertas 125 das 108 crianças estimadas (115,74%); com 1 ano completo, foram vacinadas 220 das 216 crianças previstas (101,85%); com 2 anos completos, a cobertura foi de 100%, com 255 crianças vacinadas; com 3 anos completos, o total de crianças imunizadas foi de 251 contra a estimativa de 252 (99,6%); e, com 4 anos completos, foram imunizadas 243 das 253 crianças da estimativa inicial, o que perfaz 96,5% do total antes estimado.

A coordenadora da Vigilância em Saúde, órgão da Secretaria Municipal de Saúde, Maura Huguenin, explica que a cobertura geral acima de 100% se explica por conta da população flutuante, principalmente pelo trabalho realizado pelas unidades volante, que percorreram os locais de mais difícil acesso, principalmente na zona rural, e os hotéis-fazenda do município, onde foram encontradas crianças de outras cidades acompanhando os pais, que estavam hospedados nesses locais.

Já a secretária municipal de Saúde, Vânia Huguenin, acrescenta que o trabalho cotidiano realizado pelas unidades básicas de saúde faz muita diferença. “Como Cantagalo tem uma cobertura de 100% do seu território pelo Programa Estratégia de Saúde da Família, com quatro unidade na sede e outras quatro nos distritos (uma em cada), somados aos subpostos de saúde e ao trabalho realizado pelos agentes comunitários de saúde, essa imunização, com acompanhamento das cadernetas de vacinação das crianças, sempre atualizadas, contribui para os números que o município apresenta, tanto que o movimento nos postos no ‘Dia D’ nem é tão grande, pois a grande maioria das crianças dessa faixa etária já está imunizada quando realizamos a intensificação do trabalho”, explica.

Na abertura da campanha, em 15 de agosto, a secretária Vânia Huguenin e o prefeito Saulo Gouvea não só conversaram com as mães e as crianças como assistiram à aplicação de algumas doses e ainda vistoriaram as obras de reforma que estão sendo realizadas na unidade Manoel Francisco de Paula Bon (Santo Antônio/São José).

Já na unidade Dr. João Nicolau Guzzo (Triângulo), prefeito e secretária estiveram conversando com os profissionais de saúde que militam no posto. Saulo Gouvea destacou as obras de construção da sede própria do posto, que está sendo realizada num terreno adquirido pela Prefeitura ao lado do hospital, onde estão sendo aplicados R$ 745.468,51, parceria com o Governo do Estado. Além da unidade de saúde, o prédio, de dois pavimentos, também vai abrigar a Policlínica Municipal

Redação: Gilmar Marques

Foto: Gilmar Marques