Colaboradores:

Comandante da Guarda Municipal é preso por porte ilegal de arma


O comandante da Guarda Municipal de Nova Friburgo, Ronald Pereira, foi preso em flagrante nesta quarta-feira, 7, por porte ilegal de arma de fogo, dentro da Prefeitura.

Ele estava trabalhando quando foi detido por um policial civil que cumpria um mandado de busca e apreensão da arma, expedido pelo Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. Ronald foi acusado pela ex-esposa de ameaçá-la com o revólver durante uma discussão do casal. O comandante nega a acusação da mulher. CONTINUA

A apreensão do revólver calibre 38 foi autorizada pelo juiz por causa de um inquérito aberto com base na Lei Maria da Penha (11.340/2006) após a denúncia feita na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) em Nova Friburgo. “O Ronald foi preso em flagrante porque ele estava portando a arma no momento em que o policial chegou à Prefeitura.

Ele só tem o registro da arma e não a autorização para portá-la. Ele não teria sido preso se a arma estivesse guardada numa gaveta, por exemplo”, explicou a delegada Waleska dos Santos Garcez. CONTINUA

O comandante da Guarda Municipal foi levado para a delegacia, prestou depoimento, pagou fiança de R$ 2 mil e foi liberado em seguida. “Foi um problema de família que causou uma ocorrência policial, mas tudo já foi resolvido na delegacia. Eu responderei tudo em juízo”, disse Ronald pelo telefone.

A Prefeitura que, por meio de nota, informou nesta quinta-feira 8, que não irá comentar o caso. “Por se tratar de um assunto particular, ou seja, é um caso que não tem relação com a Prefeitura ou com o cargo que o comandante ocupa, a Prefeitura não tem como emitir uma nota oficial sobre o assunto, devendo o jornal entrar em contato direto com o próprio”.

O governo municipal não esclareceu, entretanto, se irá abrir procedimento administrativo interno para apurar o caso, tendo em vista que o servidor portava uma arma de fogo dentro das dependências da Prefeitura.

Fonte: Jornal a Voz da Serra

Foto: Rede Sociais