Colaboradores:

Empresário de Nova Friburgo é encontrado morto em Rio das Ostras


Ele foi sequestrado por dois homens nesta semana em Nova Friburgo

O corpo do empresário Juliano Peixoto Rodrigues, de 38 anos, foi encontrado na tarde desta quinta-feira 15, na localidade de Cantagalo, zona rural de Rio das Ostras, na Região dos Lagos. Ele estava desaparecido desde a noite da última terça-feira, 13, após ser abordado por dois homens em frente à casa onde morava em Fazenda Bela Vista, em Nova Friburgo.

O delegado adjunto da 128ª DP, Ronaldo Cavalcante, disse que o rosto do empresário estava bastante desfigurado quando foi encontrado e que parentes foram a Rio das Ostras na manhã desta sexta-feira 16, para identificá-lo. “O corpo foi removido no final da tarde, após perícia no local onde foi encontrado. Ele foi transferido para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé, onde passará por análise de um perito que identificará as causas da morte. O que eu posso adiantar é que não havia sinais de tiros no corpo dele. Nós também não podemos afirmar se o rosto foi desfigurado por causa de agressões ou por algum animal, tendo em vista que ele estava desaparecido há três dias. Isso só a perícia esclarecerá”, disse.

O delegado da Delegacia Legal de Rio das Ostras não deu muitos detalhes sobre como o empresário foi encontrado na cidade, porque acredita que a divulgação de todas as informações neste momento pode atrapalhar as investigações do sequestro. “Nós precisamos manter alguns detalhes em sigilo por enquanto, porque o caso está sendo apurado pela Polícia Civil em Nova Friburgo”, explicou Cavalcante. A família de Juliano reconheceu oficialmente o corpo no IML de Macaé e, após a perícia, ele será liberado para que seja velado e sepultado. Ainda não há informações sobre o local da cerimônia.

Carro foi encontrado em Itaocara

Nesta quinta-feira, 15, o delegado responsável pelas investigações do caso, Mario Roberto Arruda, disse que registrou depoimentos de familiares e amigos do empresário e que o caso é apurado como sequestro. “Nós já colhemos imagens de câmeras de seguranças do local onde o Juliano foi abordado por dois homens, em frente à casa dele. Isso indica que ele foi sequestrado pelos suspeitos”, disse o delegado da 151ª DP, em Nova Friburgo.

Carro da vítima encontrado nesta quarta-feira, 14, em uma estrada de terra no bairro Sobradinho - Itaocara RJ

Arruda ainda comentou que o carro da vítima encontrado nesta quarta-feira, 14, em uma estrada de terra no bairro Sobradinho, próximo ao conjunto habitacional Juca Rocha, em Itaocara, já passou por perícia e, a princípio, nenhuma evidência de agressão foi identificada no veículo. “Não havia marcas de sangue, nada”, disse o delegado. O resultado da perícia que poderá dar mais detalhes sobre o que aconteceu dentro do carro sairá em até 30 dias. O Uno branco do empresário estava com a chave na ignição quando foi encontrado por policiais do 36º BPM. O carro foi apreendido e continua no pátio da 135ª DP, em Itaocara.

Juliano foi visto pela última vez quando saía do Espaço Arena, em Olaria, após participar de uma partida de futebol na terça-feira, 13. A namorada dele, Fernanda Serafim, foi a última pessoa a falar com ele antes do sequestro. Ela relatou que por volta das 23h30 o empresário do ramo de autopeças conversava com ela pelo telefone quando, de repente, ficou nervoso e teria repetido expressões como “Ai, meu Deus!” e “Não, por favor!”.

Fonte: Jornal a Voz da Serra

Fotos: Blitz News - NOTÍCIAS RELÂMPAGO