Colaboradores:

Santo Antônio de Pádua está em estado de vigilância

A previsão de mais chuva preocupa moradores de Santo Antônio de Pádua. O Secretário de Defesa Civil do município, o Sargento Paes, pediu que a população que mora em áreas de risco, como próximo a cursos d'água (córregos, riachos e rios) e encostas, que deixem imediatamente as residências durante a chuva forte. Ontem (30/11) o acumulado foi de aproximadamente 200mm na região mais afetada, o previsto para quase todo o mês de novembro. Já em Paraoquena, a medição foi de 98mm, das 22h às 00h.

Apesar da expectativa é de que a chuva seja bem mais branda que ontem, entretanto, com a terra encharcada, os riscos de deslizamentos de terra não estão descartados, o município retornou ao estado de vigilância, segundo o Alerta de Cheias, do Inea.

Segundo o prefeito Santo Antônio de Pádua Josias Quintal, ele visitou os distritos atingidos e informou que a Prefeitura ainda tem como arcar com as obras nos locais afetados. As Secretarias de Obras e de Defesa Civil têm trabalhado desde a madrugada para atender a população atingida. A Secretaria de Assistência Social também tem dado suporte aos desalojados.

Em Boa Nova, o distrito mais atingido, os desalojados estão na escola. A Prefeitura tem providenciado alimentação aos atingidos.

O trânsito na RJ-186 começou a ser liberado na manhã de hoje. A rodovia estava bloqueada desde a noite de ontem após crateras e quedas de barreira a interditarem na noite de ontem em decorrência das fortes chuvas.

Durante a madrugada uma nova estrada teve que ser construída pela Prefeitura às pressas para chegar nos distritos afetados. O caminho aberto pela mata se estende por cerca de 9k e foi a única solução de chegar aos atingidos.

Já pela manhã, equipes do DER-RJ trabalham na recuperação da RJ-186. Nas crateras, pedras têm sido jogadas e com isso o trânsito já foi parcialmente liberado.

Fonte: Seylor Ornellas/Folha Itaocarense

Foto: Rede Sociais

Por Adriano Teixeira