Colaboradores:

PARAÍBA DO SUL: Foi deflagrada a segunda fase da Operação Dominó com prisões de elementos e drogas


Na manhã desta terça-feira (05), foi deflagrada a segunda fase da Operação Dominó, ação integrada do 38º Batalhão de Polícia Militar - PMERJ e 107ª DP Polícia Civil Paraíba do Sul, que tem por finalidade desarticular o tráfico de entorpecentes, o uso ilegal de armas de fogo e o combate a instalação de facções criminosas na cidade de Paraíba do Sul.

A operação foi desenvolvida a partir de diversos inquéritos policiais e foi resultado de um trabalho conjunto das polícias civil (107ª DP) e militar (38º BPM), do Ministério Público e do Poder Judiciário. A primeira fase da operação havia sido realizada no dia 9 de agosto de 2017 e resultou na prisão de na prisão de 8 pessoas ligadas ao tráfico. Nesta nova etapa, mais uma vez a polícia buscou fazer uma espécie de “efeito dominó” com base nas diversas apreensões de drogas realizadas no curso das investigações. Além disso, foram elucidados dois crimes de tentativa de homicídio por disparos de arma que tinham relação direta com a comercialização de entorpecentes.

Na ação foram cumprido 12 mandados de prisão e busca e apreensão, sendo dez deles pelo crime de tráfico de drogas e dois mandados por tentativa de homicídio. As equipes obtveram êxito na prisão de 11 indivíduos: Felipe da Silva (vulgo “Gaguinho”); Rodrigo Cardoso Gomes de Almeida (vulgo “Manguito”); Josimarcos da Silva Felisberto (vulgo Chapola); Gercy de Oliveira Coelho Jr (Juninho Loirinho); Noan Monteiro Mata (“Noan das Sete”); Deividi da Silva Santos; Vinícius Railander Baptista; Nathanael Silva Bernardes; Ângelo Marcos Gomes Dos Reis Monteiro (“Ninho”); Evandro Gomes Januário (vulgo Vandinho do Eldorado) e Carlos Henrique da Silva Oliveira (vulgo “Dim Saliente”); um indivíduo ainda permanece foragido.

Além do cumprimento dos mandados, durante a operação foram apreendidas 35 pedras de crack e 21 buchas de maconha. Hudson da Silva Araújo foi preso em flagrante por tráfico drogas

O Chefe do Serviço de Inteligência do 38ºBPM, Tenente Coelho, elucida a importância das denúncias para o combate ao tráfico de drogas na nossa região, por isso é muito importante que a população acredite e confie no disque denúncia como ferramenta de auxílio ao trabalho dos nossos policiais.

A Delegada Cláudia Abbud também destaca que, sem a atuação dos Promotores de Justiça e Juízes de Direito da Comarca de Paraíba do Sul, não seria possível o trabalho que vem sendo realizado. Embora alguns críticos afirmem que “a polícia prende e a justiça solta”, nesta circunscrição o que se observa é um desempenho sério e compromissado do poder judiciário, com efetivo cumprimento da lei, havendo uma atuação integrada de todos os órgãos encarregados em zelar pela segurança dos cidadãos e combater a impunidade.

O resultado desta segunda fase da operação foi exitoso e os objetivos traçados até aqui foram alcançados. O desenvolvimento de novas fases da operação já está em curso e a finalidade deste trabalho vai além do combate ao tráfico de drogas, sendo realizado um efetivo enfrentamento da criminalidade como um todo, afinal as investigação realizadas demonstraram que diversos outros delitos, como roubos e homicídios, estão diretamente relacionados à circulação de entorpecentes.

Por Adriano Teixeira

Fonte e foto: 38º BPM – Três Rios